Contato Comercial+ 55 41 2169-6868
Blog

Picking e packing: como sua eficiência influencia na operação logística?

23 de maio de 2022

Picking e packing: como sua eficiência influencia na operação logística?

Com os hábitos de consumo cada vez mais acelerados, as operações de picking e packing são cada dia mais fundamentais para manter o bom funcionamento da operação logística do seu e-commerce. Apesar de serem aplicadas de formas distintas, são duas etapas que se complementam. Continue a leitura para saber mais.

Planeje a entrega perfeita para seu consumidor final

O que é picking e packing?

Considerado um dos principais processos da cadeia de suprimentos de uma operação, picking e packing na logística são as etapas que vão garantir a preparação, armazenagem, separação e integridade do produto, até o momento em que será entregue para o consumidor final.

 

O que é picking?

Picking, na tradução livre separar, é a etapa responsável pela separação dos produtos, ou seja, a retirada da encomenda do estoque do armazém logístico para enviar para a etapa seguinte, o packing. O processo exige agilidade, cuidado e precisão, pois esse trabalho inicial irá influenciar a integridade do produto nas etapas seguintes. 

A movimentação desse processo dentro da operação logística pode contar com o auxílio de algumas ferramentas, para otimizar tempo, aumentar a produtividade e agilizar o processo de entrega, como: leitores de código de barras, maquinários, empilhadeiras e esteiras.

 

O que é packing?

Feita a coleta dos produtos, por meio da etapa picking, o packing, na tradução livre embalar, é o momento de embalar a encomenda que saiu do estoque e prepará-la para enviar ao consumidor final. Essa etapa envolve a conferência do produto, assim como a definição de qual embalagem será utilizada para enviar a peça, de forma que chegue até o consumidor final em perfeito estado.

Por ser uma etapa que complementa o picking, recomenda-se que o trabalho de packing seja executado e organizado o mais próximo possível do local onde foi realizado o picking, isso porque, além de economizar com transporte e tempo, evitará transitar com o produto sem ainda estar devidamente embalado.

Nesse processo é importante considerar as embalagens de acordo com o volume real dos produtos, evitando assim desperdícios e divergências com o valor cotado no frete. É nesse momento também que as operações têm oportunidade de encantar o cliente com uma embalagem personalizada, brindes e outras opções para criar uma boa experiência de compra.

Tipos de picking

Independente da forma escolhida para estrutura, no picking é fundamental respeitar a expectativa do consumidor final, que espera receber o seu produto em perfeitas condições e dentro do prazo estipulado.

1. Discreto 

Nesse processo o operador logístico fica responsável por buscar produtos de uma única venda no estoque do armazém, por isso, costuma ser um dos mais demorados na operação logística. A grande vantagem de optar pelo modo discreto é que a chance de erros é menor, já que o processo é executado por uma única pessoa, sendo um pedido por vez.

2. Por zona 

Aqui a separação dos itens é feita por meio das divisões de áreas ou zonas existentes no estoque, que normalmente são divididas por categorias de produtos ou por Stock Keeping Unit (SKUs), que corresponde a um sistema de código identificador do produto, utilizado para controle de estoque.

3. Por lote 

Esse é um dos processos considerados mais ágeis porque é realizado de uma só vez, para coletar uma grande quantidade de produtos de determinado lote. Dessa forma, os operadores de picking, com o auxílio de ferramentas, devem realizar o procedimento em massa, que também pode ser dividido por categorias de produtos ou por SKUs.

4. Por onda 

Semelhante ao processo de picking discreto, o picking por onda também é executado para um único pedido, porém, respeitando os prazos de agendamento

solicitados pelo cliente ou consumidor final. Dessa forma, o operador logístico precisa realizar a coleta seguindo o calendário prescrito.

 

Tipos de packing

É a embalagem bem executada que irá garantir a preservação, a qualidade e a segurança do produto, além de otimizar o processo de entrega da operação logística. Por isso é importante levar em consideração os diferentes critérios de tipos de pacotes.

1. Enchimento

Optar pelo packing de enchimento é garantir uma embalagem maior do que o item, de forma que necessite preencher com materiais de proteção e espaço restante. Normalmente utilizado para itens com alto valor agregado e frágeis.

2. Calçamento 

O sistema de calçamento consiste em amparar um produto com o auxílio de outras caixas ou embalagens menores, a fim de aproveitar os espaços e, também, proteger os itens de uma possível movimentação no transporte.

3. Envolvimento

Um sistema muito procurado para envios menores, que necessitam de maior cuidado pela valorização e/ou fragilidade do objeto. Então, o envolvimento corresponde a uma proteção a mais na embalagem, com materiais leves de proteção ou plástico bolha.

4. Revestimentos

Nesse formato as encomendas recebem um revestimento extra para envolver e proteger toda a carga. É um processo muito utilizado por grandes indústrias atacadistas, por ser capaz de conservar um grande volume de carga por meio de um revestimento que imobiliza todos os produtos.

 

Qual importância do processo de picking e packing?

A integração do processo de picking e packing nas estratégias logísticas reflete significativamente em processos mais ágeis e eficientes de uma operação. Isso significa prevenção de perdas, danos e garantia de qualidade, resultando em uma boa experiência de compra e fidelização de clientes. 

Por isso, a Capital Realty investe em infraestrutura logística com alta capacidade técnica de desenvolvimento e gestão de propriedades, para as empresas alcançarem os melhores resultados na cadeia logística do e-commerce com o auxílio de picking e packing. 

Consulte nossa equipe de especialistas e conheça todas as nossas soluções.



LEIA MAIS