Contato Comercial+ 55 41 2169-6868
Blog

Tipos de armazenagem: como escolher o melhor para sua empresa?

22 de julho de 2021

Tipos de armazenagem: como escolher o melhor para sua empresa?

Escolher o modelo mais adequado entre os tipos de armazenagem disponíveis para seu negócio oferece uma melhor gestão do processo logístico. Isso porque a forma como uma empresa estoca sua mercadoria está diretamente relacionada com a qualidade final do produto. Afinal, se a estocagem for feita de forma errada, os produtos podem sofrer alterações na sua estrutura física e até mesmo estragar.

Além disso, padronizar as rotinas de armazenagem contribui para uma melhor organização dos processos estratégicos e de trabalho, dinamizando as rotinas de produção.

O sistema de armazenamento é responsável pela estocagem, proteção dos produtos, controle de entrada, saída, distribuição e demandas produtivas. Ou seja, desempenha um papel essencial na produção.

Sendo assim, o armazenamento ideal é um fator crucial para a eficiência logística de uma empresa. A seguir nós te explicamos melhor quais são os principais tipos de armazenagem e como saber qual o melhor para cada situação. Confira!

Quais são os tipos de armazenagem de estoque?

Cada empresa tem suas próprias necessidades e o tipo de armazenagem de estoque escolhido deve oferecer agilidade e produtividade na execução dos processos para que resultados satisfatórios sejam alcançados e não sejam gerados custos excessivos ou prejuízos. Saiba mais sobre o que é armazenagem e os três principais tipos: 

1. Armazenagem própria

É considerado um dos mais adaptáveis sistemas de armazenamento do mercado, pois o local pertence à própria empresa, ou seja, é responsável por todo o processo de gestão e operação das atividades realizadas no galpão: estocagem, distribuição, registros de entrada e saída, contratação de funcionários, compra de equipamentos, custos fixos como água e luz, entre outros.

Caso a empresa opte por colocar os próprios colaboradores para comandar o sistema de armazenamento, é ideal que haja um treinamento, pois a tarefa exige conhecimento especializado. A localização deve ser bem planejada e não necessariamente o galpão/armazém precisa estar localizado próximo à empresa, mas deve-se pensar em locais estratégicos. Próximo a rodovias, por exemplo, pois facilita o transporte de chegada e saída de materiais.

Na armazenagem própria, a maior vantagem é que possíveis mudanças podem ser feitas de forma mais fácil e a empresa pode controlar tudo mais de perto.

2. Armazenagem terceirizada

O sistema de armazenagem terceirizada é a opção mais econômica entre os sistemas de armazenagem, pois apresenta uma queda significativa nos custos operacionais. Nesse modelo, a gestão e operação das atividades são transferidas para uma empresa terceirizada, que fica responsável por realizar o trabalho de estocagem e distribuição dos produtos. É uma das opções mais atrativas e adotadas por empresas dos mais diferentes ramos por apresentar boas vantagens.

Um dos principais benefícios, além da economia, é que o parceiro terceirizado oferece mão de obra especializada para realizar o trabalho de estocagem, o que garante que o serviço prestado seja de alta qualidade e eficiência. Cada etapa da armazenagem é observada de perto pela equipe para evitar danos, perdas e desperdício de material.

3.  Armazenagem contratada

Esse sistema de armazenamento é uma mistura da própria com a terceirizada. Neste modelo de armazenagem, a empresa aluga o local para colocar seus produtos, mas utiliza os próprios funcionários para comandar todos os processos logísticos. 

Ou seja, a empresa fica responsável pela mão de obra, pela gestão dos processos e pela manutenção interna do armazém. A limpeza, segurança das áreas comuns e manutenções na estrutura, como ajustes no telhado, por exemplo, ficam sob a responsabilidade da empresa terceirizada contratada. É um dos modelos de estocagem  intermediária para quem não dispõe de um espaço próprio para armazenagem.

Como decidir qual a opção ideal para sua empresa?

Alguns pontos essenciais devem ser levados em consideração na hora de avaliar qual modelo de armazenagem se adequa melhor às necessidades da sua empresa. Por isso, analise bem as informações apresentadas para tomar a melhor decisão. 

1. Avalie os custos

Coloque todos os gastos na ponta do lápis antes de escolher o tipo de armazenagem ideal para a sua empresa. Contratação de mão de obra, aluguel ou aquisição do espaço, treinamentos, aquisição de equipamentos de movimentação, esses são alguns dos custos em questão. Além disso, lembre-se de analisar a situação a médio e longo prazo.

2. Considere o tipo de produto armazenado

Alguns tipos de produtos são mais sensíveis e requerem um cuidado mais especial, como é o caso dos alimentos e medicamentos. Os ambientes precisam ser adaptados e, na maioria das vezes, também necessitam de equipamentos e métodos de movimentação específicos para evitar danos ou prejuízos durante a execução das atividades.

3. Avalie a amplitude do local

Além de considerar o tipo de produto, leve em consideração o espaço e volume que ele ocupa. Um negócio de grande porte necessita de locais maiores e mais amplos, o que também facilita a manutenção, limpeza e organização do espaço.

4.  Examine o layout e a organização do espaço

Opte por layouts que facilitem a alocação dos materiais, bem como sua retirada. Entre os modelos mais comuns estão: porta-pallets, push back, flow rack, drive-in, drive-thru, dinâmica, carrossel, mezanino, entre outros.

5. Considere a localização

A localização precisa ser estratégica, um local com acesso rápido e fácil às rodovias agiliza as entregas e a distribuição dos produtos. Utilizar estratégias que otimizam a logística do transporte é uma forma de aumentar a produtividade da empresa.

Quais os tipos de sistemas de armazenagem mais conhecidos? 

Escolher o sistema de armazenagem ideal para o seu negócio pode fazer toda a diferença para reduzir perdas e otimizar ao máximo os seus processos. Conheça alguns dos principais sistemas de armazenagem:

Sistema WMS

O sistema WMS (Warehouse Management System) - que, em português, significa sistema de gerenciamento de armazém - é um dos mais conhecidos tipos de armazenagem de estoques para gerenciar os insumos da armazenagem logística. Ele consiste em automatizar os processos da área de estoques através de um software, que permite entender os níveis de reposição de cada estoque, as movimentações efetuadas e o tempo necessário. Para esse controle, os sistemas mais atualizados do mercado capturam dados através dos códigos de barras dos produtos, transmitidos por dispositivos móveis e redes wireless. Tais informações são sincronizadas com uma base centralizada, facilitando o processamento em tempo real.  

Porta Pallets

É fundamental para o melhor aproveitamento do espaço que um armazém tenha sistemas de verticalização eficazes. Para isso, o sistema de porta pallets é de extrema importância. Uma vez que requer a utilização de empilhadeiras, para que as estruturas superiores da armazenagem logística sejam acessadas. Os pallets podem ser alocados inteiros em estruturas de metal, possibilitando a separação das mercadorias em vários níveis diferentes.  

Flow Rack

O flow rack é uma estrutura que facilita e agiliza a movimentação através do deslizamento. As prateleiras, assim, são disponibilizadas de maneira inclinada. É geralmente empregado para gerenciar logística de itens leves, pequenos e fáceis de transportar. Com esse tipo de sistema, o tempo requerido para carregar estoques é otimizado. Além disso, torna mais fácil identificar a necessidade de reposição dos itens.  

Estantes carrossel

Para itens maiores e mais pesados, o recomendado são os sistemas de estantes carrossel, pois a estrutura pode deslizar de forma horizontal até a posição em que acontecerá o carregamento. Isso reduz custos, pois torna desnecessário o uso de máquinas em todos os processos, além de otimizar tempo. É um dos tipos de armazenagem de estoques mais implementados nas indústrias.  

Estruturas cantilever

São ideais para a armazenagem logística de grandes cargas, graças à sua estrutura e ótimo nível de resistência. O cantilever tem fácil montagem e desmontagem, pela ausência de soldas e pelo encaixe através de chavetas e treliças. É projetado para cargas com ampla longitude e pesos variados.  

Mezaninos e prateleiras

O uso de mezaninos e racks com prateleiras é um dos tipos de armazenagem de estoques ideais para verticalizar o seu complexo, resultando em um maior aproveitamento do local. Para isso, há que se pensar nas possibilidades: instalação em corredores elevados, plataformas de seleção e expedição e prateleiras em peças pequenas. Com isso, você pode gerenciar logística com o máximo de eficiência e o mínimo de perdas. -- Quer mais conteúdos sobre administração e gerenciamento de logística? Acesse o blog da Capital Realty!

Conheça a Capital Realty

A Capital Realty atua há mais de 23 anos no mercado de infraestrutura logística com alta capacidade técnica de desenvolvimento e gestão de propriedades. Hoje tornou-se uma das maiores referências no mercado de terceirização imobiliária de armazéns logísticos no sul do Brasil.

Os nossos condomínios oferecem infraestrutura completa para proporcionar eficiência e conforto com a elevada qualidade que a sua operação exige. Para conhecer os nossos sistemas de armazenagens, entre em contato.

LEIA MAIS